Serra Azul Notícias

Sabado, 13 de Abril de 2024
PREFEITURA DE URUAÇU
PREFEITURA DE URUAÇU

Notícias Ação Social

Criança de 11 anos escreve carta denunciando o pai e ajuda mãe conseguir medida protetiva contra o ex-marido

A menina pediu ajuda escrevendo uma carta onde denunciava os maus-tratos e entregando o bilhete à superintendente da Mulher, Mariana Gidrão.

Criança de 11 anos escreve carta denunciando o pai e ajuda mãe conseguir medida protetiva contra o ex-marido
Mãe consegue medida protetiva contra o ex-marido após filha de 11 anos escrever carta em evento e denunciar o pai, diz Defensoria Pública — Foto: Divulgação | Secom Goiás
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Uma menina de 11 anos foi responsável por ajudar a mãe, de 26 anos, a conseguir uma medida protetiva de urgência contra o ex-marido, em Goiânia. A criança pediu ajuda escrevendo uma carta onde denunciava os maus-tratos e entregando o bilhete à superintendente da Mulher, Mariana Gidrão, durante o evento na Praça Cívica.

 O caso aconteceu durante um evento do Goiás Social Mulher, realizado pelo Governo Estadual e que teve a participação da Defensoria Pública do Estado (DPE-GO). A Defensoria Pública, por meio do Núcleo de Defesa e Promoção dos Direitos da Mulher, realizou o atendimento, ingressando com ação judicial e a decisão judicial foi publicada no mesmo dia.

De acordo com a DPE-GO, a decisão garantiu que essa proteção se estenda também às três filhas desta mulher.

Leia Também:

A redação pediu mais informações sobre o caso, mas a Defensoria Pública explicou que não pode divulgar por estar em segredo de Justiça. Por esse motivo, não foi possível localizar a defesa do suspeito acusado de violência doméstica.

 

Violência doméstica em Goiás

De acordo com dados divulgados pelo Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), por meio da Coordenadoria Estadual da Mulher em situação de Violência Doméstica e Familiar, houve um aumento de 16% nos novos casos de violência doméstica e familiar entre os anos de 2022 e 2023.

Em 2022 foram catalogados 24.954 novos processos de violência doméstica e familiar, enquanto em 2023 foram contabilizados 29.042 novos processos dessa natureza em Goiás. Somente em Goiânia, mais de 4 mil casos foram computados pela Justiça em 2023.

Além dos números divulgados pelo TJGO, o Fórum Brasileiro de Segurança Pública divulgou na última quinta-feira (7), às vésperas do Dia Internacional da Mulher, uma pesquisa sobre os números de feminicídio no Brasil.

De acordo com o estudo, em 2023, quatro mulheres foram vítimas de feminicídio por dia no País, sendo a região Centro-Oeste com o maior número de casos: sendo 2 mortes por 100 mil mulheres.

FONTE/CRÉDITOS: Com informações do G1 Goiás
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!