Serra Azul Notícias

Sabado, 13 de Abril de 2024
PREFEITURA DE URUAÇU
PREFEITURA DE URUAÇU

Notícias Entretenimento

Novo aplicativo da Meta é criado e pode ser uma ameaça ao twitter

Threads é o mais novo aplicativo lançado pela Meta.

Novo aplicativo da Meta é criado e pode ser uma ameaça ao twitter
Meta lança novo aplicativo. Foto: Internet
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O novo aplicativo chamado Threads, desenvolvido pela Meta, empresa proprietária do Facebook e do Instagram, recebeu inscrições de 10 milhões de usuários nas primeiras sete horas após o seu lançamento. O CEO da Meta, Mark Zuckerberg, anunciou esse número impressionante.

O aplicativo é semelhante ao Twitter em termos de limite de caracteres, repostagem e feed, tornando-o familiar para os usuários. Uma das razões para esse alto número de usuários é a integração com o Instagram. Quando os usuários se inscrevem no Threads, eles têm a opção de "seguir todos" aqueles que já seguem no Instagram, o que oferece uma lista pronta de seguidores que pode crescer à medida que os seguidores no Instagram se inscrevem no Threads.

Essa estratégia inteligente de Zuckerberg aproveita os mais de 1 bilhão de seguidores no Instagram da Meta, dando um impulso significativo ao novo aplicativo. Enquanto algumas plataformas menores começaram sem usuários, Zuckerberg não se importa em copiar recursos de outros aplicativos com sucesso, como fez com Reels, que é um clone do TikTok. Além disso, ele envolveu celebridades como Shakira e Gordon Ramsay, convencendo-as a se inscreverem no Threads para aumentar sua atração e popularidade.

Leia Também:

Zuckerberg está entusiasmado com a repercussão do aplicativo, pois o sucesso das mídias sociais depende do “efeito de rede”, ou seja, quanto mais pessoas o utilizarem, melhor será.

O "efeito de rede" pode ser um ponto crucial para o sucesso de uma plataforma. Quando muitos amigos ou pessoas que você deseja seguir estão em uma determinada plataforma de mídia social, você sente a necessidade de participar. Criar esse efeito de rede é extremamente desafiador, mas quando funciona, é altamente eficaz. No entanto, o oposto também é verdadeiro: quando as comunidades deixam uma plataforma de mídia social, isso pode ocorrer rapidamente e ter consequências devastadoras, como aconteceu com o Myspace e o Bebo.

O principal problema do Threads é que ele possui apenas um feed, ao contrário do Twitter que tem um feed de recomendações e uma opção para ver apenas os tweets das pessoas que você segue. Isso tem gerado reclamações de usuários. Além disso, o aplicativo não funciona bem em computadores e não oferece informações sobre o que está em alta (trending topics) como no Twitter, dificultando a visualização do conteúdo viral. O Threads também não possui uma função de mensagem direta, que é encontrada no Twitter.

Os usuários têm a opção de comprar selos de verificação azuis no Threads, assim como no Twitter.

Embora o lançamento do Threads tenha gerado um buzz significativo e muitas inscrições, ele ainda é consideravelmente menor que o Twitter. As postagens no Threads provavelmente terão um alcance limitado e serão vistas por menos pessoas, mesmo que o aplicativo tenha sido lançado apenas algumas horas atrás.

Zuckerberg descreveu o aplicativo como uma "versão inicial" e essa é a primeira impressão que se tem dele, sendo que ele faz o básico. No entanto, o aplicativo não desperta muitas emoções no momento. Apesar disso, o CEO da Meta ficará satisfeito com o que foi alcançado até agora, já que ele está se reinventando como um bilionário sensato da tecnologia que busca uma plataforma de mídia social amigável, em contraste com sua má reputação recente.

Elon Musk, dono do Twitter, expressou sarcasmo em relação a isso, mas, até agora, parece que os temores de Zuckerberg sobre a rejeição do novo aplicativo pelos usuários insatisfeitos do Twitter eram infundados. Parte superior do formulário

Se o aplicativo Threads funcionar perfeitamente bem, mesmo que não seja excepcional, isso pode ser um problema real para Elon Musk.

FONTE/CRÉDITOS: Por Vívia Nunes com informações do G1
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!